HÉLVIO ROMERO|ESTADÃO
HÉLVIO ROMERO|ESTADÃO

SAI GRIFE DE MODA E ENTRA CLÍNICA DE ESTÉTICA

Há um ano

O Estado de S.Paulo

05 Junho 2016 | 05h00

Agora

Dois meses atrás o imóvel localizado no número 453 da Rua Dr. Melo Alves, no bairro paulisano dos Jardins, estava vago. A loja foi desocupada pela terceira vez seguida por uma grife de moda. Dessa vez, tinha sido o estilista Pedro Lourenço.

Segundo Silvia Regina Neves, gerente da imobiliária Khondo, responsável pela locação, a grife Pedro Lourenço fez dois contratos de locação temporários de três meses cada. Ao fim do segundo, decidiu sair do imóvel.

Inicialmente, o preço pedido pela locação do imóvel de 140 metros quadrados era R$ 15 mil, depois recuou para R$ 12 mil, conforme informou ao Estado um ano atrás o proprietário da imobiliária, Hélio Katz. A última locação, de acordo com a imobiliária, teria ficado entre R$ 10 mil e R$ 11 mil.

Agora, o imóvel foi alugado por uma clínica de estética por cerca de R$ 10 mil, segundo a imobiliária. No momento, o imóvel está em reforma. “A expectativa é que a clínica seja aberta em agosto”, diz Silvia.

A corretora conta que a situação não está fácil para a locação comercial nos Jardins. Até as grifes de luxo estão cortando custos e buscando preços mais acessíveis de aluguéis para compatibilizarem as despesas à nova realidade das vendas.

No ano passado, quando a loja ficou vaga por oito meses antes de ser alugada para a grife Pedro Lourenço, a imobiliária chegou a apelar para uma mensagem inusitada, escrita em primeira pessoa, na tentativa de atrair clientes.

Mais conteúdo sobre:
Jardins Pedro Lourenço Silvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.