Saiba como escolher um plano de saúde

Escolher um plano de saúde não é uma das tarefas mais fáceis. Primeiro o consumidor precisa avaliar suas condições financeiras para poder fazer uma pesquisa no mercado de acordo com a renda disponível. O consumidor que puder pagar um plano mais sofisticado deve escolher o Plano de Referência, que é o mais completo (veja mais informações no link abaixo).Dentre os planos de cobertura mais restrita, o consumidor tem opções de escolha dos planos ambulatorial, hospitalar e o odontológico. Há a possibilidade também de o cliente combinar esses planos. Por exemplo: contratar um plano odontológico com cobertura ambulatorial. Feita a escolha do tipo de plano, o segundo passo é a comparação entre os diversos contratos disponíveis no mercado. Há muitos itens que devem ser observados, para comparar custos com necessidades específicas.Não tenha a ilusão de que os planos são todos iguais, que basta comparar preços. Caso contrário você poderá estar fazendo uma péssima escolha. Um corretor de sua confiança, que conheça muito bem este setor, pode ajudar na escolha do produto adequado. Mas cuidado também com os corretores que somente querem vender o serviço, sem dar a orientação correta. Lembre-se de que a palavra do vendedor ou do corretor não tem valor legal. É preciso que todos os acertos e esclarecimentos estejam no contrato.Para sua melhor orientação, os links abaixo fazem uma apresentação dos tipos de planos existentes e dos principais itens que devem ser comparados em cada contrato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.