Saiba como foi a semana em Economia & Negócios

Aumento do PIS/Cofins para combustíveis, abertura de nove mil vagas de emprego formais em junho registrado pelo Caged e o pedido de recuperação judicial da UTC estão entre os destaques

O Estado de S.Paulo

22 Julho 2017 | 01h38

Nesta semana o presidente Michel Temer anunciou um corte adicional de R$ 5,9 bilhões no Orçamento deste ano. A decisão é mais uma ameaça à prestação de serviços públicos essenciais, que já estava estrangulada com o corte de R$ 39 bilhões que já estava em vigor. Dessa vez, o novo bloqueio veio acompanhado do aumento do PIS e Cofins para a gasolina, diesel e etanol. 

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, alegou que a elevação do PIS/Cofins foi adotada por “estrita necessidade”. “Estamos comprometidos com a meta fiscal deste ano. Sempre dissemos que só tomaríamos essa medida de aumento de tributo em último caso”, disse. 

No caso da gasolina, a alíquota mais que dobrou. Com a decisão, o litro da gasolina vai ficou até R$ 0,41 mais caro nas bombas a partir desta sexta-feira, 21, caso haja repasse integral ao consumidor

Na quarta-feira, 19, o Estado revelou que o deputado federal Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), responsável por alterar novamente o Refis com a inclusão de um perdão de até 99% das multas e dos juros das dívidas com a União, deve à União R$ 51 milhões. As planilhas da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) obtidas pelo Estadão/Broadcast mostram que ele figura como presidente da Companhia Siderúrgica Pitangui, que detém dívida ativa de R$ 48,7 milhões com a União. O restante se trata de uma dívida de R$ 2,3 milhões da NC Participações e Consultoria, da qual o deputado seria diretor.

 

Loading...

Loading...

 

Na segunda-feira, 17, saíram os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na segunda-feira, 17, pelo Ministério do Trabalho. O resultado foi positivo: foram abertas 9.821 novas vagas de emprego formal no País em junho. Esse foi o terceiro resultado positivo seguido e o primeiro  positivo para o mês desde 2014.  

Confira outros destaques da semana. 

Recuperação judicial. Com uma dívida de R$ 3,4 bilhões, a UTC Participações - um dos grupos de infraestrutura que esteve na disputa por grandes projetos de concessão no País nos últimos anos - entrou na segunda-feira, 17, com pedido de recuperação judicial para suas 14 empresas. O grupo, investigado na Lava Jato, protocolou o pedido de recuperação uma semana após fechar acordo de leniência com o governo federal e se comprometer a pagar multa de R$ 574 milhões. A UTC é a sexta companhia de infraestrutura do País envolvida na Lava Jato a entrar em recuperação.

Política comercial. A política comercial adotada nos últimos anos, com desembolsos bilionários e isenções tributárias, prejudicou a integração do País no mercado internacional e criou distorções na competitividade da indústria nacional. A constatação é da Organização Mundial do Comércio (OMC). A avaliação conclui que o mercado nacional ainda é "relativamente fechado", que os produtos industrializados não conseguem competir no exterior, que a proteção às empresas locais minou a economia e que hoje o País tem um papel "marginal" no comércio de manufaturados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.