Saiba como investir na engorda de animais

Existem duas formas de investir na engorda de bovinos e de outros animais. A primeira é montar uma fazenda, uma criação. A segunda é comprar cotas de um negócio de engorda de animais, através do chamado contrato de investimento coletivo. Investir em engorda de animais é também uma alternativa para quem quer diversificar sua carteira. Mas é preciso conhecer bem seus riscos. Este é um segmento de difícil fiscalização, o que pode gerar fraudes na gestão do negócio. A falta de transparência dos negócios pode prejudicar o rendimento da aplicação e até causar prejuízos. Por isso, ainda é um mercado que deixa muitos investidores temerosos.O investimento coletivo é um contrato de parceria. O investidor compra cotas de uma empresa de parceria, que usa o dinheiro para aplicar em animais magros, que serão engordados. Naturalmente, o contrato tem um prazo de vigência, compatível com o período necessário para a engorda do animal, estabelecido no contrato. No final deste período, os animais devem ser vendidos, e o lucro do negócio, ou prejuízo, é distribuído para os cotistas.Contrato tem prazo estipuladoO contrato tem prazo determinado. O investidor, por exemplo, compra um contrato de dez arrobas, para entrega em 18 meses, com engorda mínima de 30%. Ou seja: no vencimento, o investidor vai ter direito à renda obtida na venda de 13 arrobas, menos o Imposto de Renda de 20% sobre o ganho de capital.A empresa sempre estabelece uma engorda mínima. Se houver engorda adicional, a empresa pode ou não dividir com o investidor, dependendo do que estiver em contrato. Na prática, o que prevalece no mercado é que o retorno do investidor fica no patamar da tal engorda mínima. O lucro da empresa vem do que conseguir engordar o animal acima deste limite mínimo.Veja mais informações sobre os contratos de engorda de animais no link abaixo.

Agencia Estado,

06 de novembro de 2001 | 19h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.