SAIBA MAIS-Setor agrícola argentino e o bloqueio

Um protesto realizado porprodutores agrícolas argentinos estendeu-se pela terceirasemana, provocando a escassez de alimentos e interrompendo ocomércio com alguns dos principais parceiros do país, como aChina. A paralisação tem o objetivo de protestar contra um recenteaumento nas taxas de exportação. Conheça alguns fatos sobre o setor agrícola da Argentina: * A Argentina é o 3o maior exportador mundial de soja e omaior fornecedor do farelo e do óleo da oleaginosa. O paístambém é o 2o maior exportador de milho e o 4o exportadormundial de trigo e carne. * No ano passado, as exportações de soja renderam 13,47bilhões de dólares para o país sul-americano. * O governo iniciou a aplicação de tarifas sobre asexportações agrícolas em 2002, durante um período de profundarecessão econômica, e desde então vem elevando gradualmente astaxas em meio a um cenário de aumento mundial dos preços dosgrãos. * As tarifas sobre as exportações de commodities--incluindo produtos agrícolas, combustíveis e minérios--respondem por cerca de 10 por cento da receita oficialargentina. * Em 11 de março, o governo anunciou um novo regime detarifas de exportação que eleva as taxas aplicadas sobre a sojapara aproximadamente 40 por cento, com base nos preços atuais. * Os quatro principais grupos agrícolas do país iniciaramuma greve, interrompendo a venda de seus produtos para forçar ogoverno a abandonar as alterações nas tarifas. * Líderes agrícolas apóiam a continuidade da greve porperíodo indeterminado. * As exportações agrícolas foram responsáveis por 52 porcento das vendas internacionais da Argentina no ano passado, ou29,13 bilhões de dólares. (Por Nicolas Misculin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.