Salário médio de admissão tem alta real de 3,04%

Os salários médios de admissão passaram de R$ 874,14 no primeiro semestre do ano passado para R$ 900,70 no mesmo período de 2011, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na tarde de hoje pelo Ministério do Trabalho. Os valores representam um incremento real, já descontada a inflação do período, de 3,04%.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

19 de julho de 2011 | 16h17

O Ministério destaca que o crescimento do salário médio real de admissão pago ao homem foi de 3,88% no período, enquanto o das mulheres, de 1,93%. "Apesar de ter mais mulher com nível superior do que homem no mercado de trabalho, elas ganham menos que eles", observou o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. "Isso é discriminação. É mais barato contratar mulher do que homem", continuou.

De acordo com o levantamento do Ministério, os três Estados que apresentaram maiores aumentos reais no salário de admissão no primeiro semestre deste ano em relação ao de 2010 foram Paraná (6,55%), Pernambuco (5,27%), Amapá (4,12%) e Santa Catarina (3,88%). Já os Estados que apontaram redução real de salário de admissão no período foram Sergipe (-3,64%), Piauí (-2,97%), Roraima (-1,36%) e Tocantins (-0,60%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.