Salário mínimo ideal seria de R$ 1.466,73

Cálculos feitos pelos técnicos do Dieese com base no preço da cesta básica da capital paulista em março, de R$ 174,59, mostram que o salário mínimo suficiente para cobrir os gastos das famílias com alimentação, moradia, educação, saúde, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência deveria ser de R$ 1.466,73. Esse valor seria 7,3 vezes maior que o salário mínimo vigente no mês passado, de R$ 200. Na comparação com o novo piso que passou a vigorar no dia 1º de abril, de R$ 240, o mínimo estimado pelo Dieese é 6,11 vezes superior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.