André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Salário mínimo R$ 2 abaixo da estimativa do Congresso representará economia de R$ 752,8 milhões

Segundo consultor, presidente 'cumpriu a lei' ao determinar valor de R$ 788 de acordo com inflação, mas INPC pode fazer com que quantia aumente

Lu Aiko Otta, O Estado de S. Paulo

30 Dezembro 2014 | 11h37

O mínimo de R$ 788,00 fixado pela presidente Dilma Rousseff é menor do que o valor esperado pelo Congresso Nacional, que utilizava uma estimativa de R$ 790,00 nos cálculos para fixação do Orçamento de 2015, ainda não aprovado.

Essa diferença de R$ 2,00 proporcionará uma economia de R$ 752,8 milhões em relação à previsão de gastos do Legislativo, segundo cálculos do consultor da Câmara dos Deputados Leonardo Rolim.

O valor estabelecido hoje por Dilma é, inclusive, ligeiramente inferior ao previsto pelo próprio governo em agosto deste ano, quando a proposta do Orçamento de 2015 foi enviada ao Congresso. Na ocasião, o valor era R$ 788,06.

O valor do mínimo, porém, ainda é provisório, segundo frisou Rolim. Isso porque o piso é reajustado conforme o crescimento da economia de dois anos atrás, mais a variação da inflação deste ano, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Essa ainda não está apurada, por isso o governo usou uma estimativa. Mas, se ela se revelar inferior ao resultado, o mínimo será recalculado.

Segundo o consultor, não se pode entender que a presidente enfrentou o Legislativo ao estabelecer um valor abaixo daquele esperado pelos parlamentares. "Ela apenas cumpriu a lei", disse, referindo-se à correção conforme a inflação e o crescimento da economia.

Rolim disse ainda que, mesmo trabalhando com um mínimo mais robusto, os cálculos do Congresso para as despesas atreladas ao piso salarial ainda estavam subestimados.

Especialistas apontam que o governo, ao construir sua proposta de Orçamento para 2015, puxou para baixo a estimativa de diversos gastos e exagerou na expectativa de arrecadação, para conseguir fechar as contas.

Mais conteúdo sobre:
Dilma RouseffSalário Mínimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.