Saldo comercial com Argentina cresce 92,5% em junho

Intercâmbio comercial com o mercado argentino foi favorável ao Brasil em US$ 666 milhões

ARIEL PALACIOS, Agencia Estado

07 de julho de 2008 | 10h22

O superávit comercial do Brasil com a Argentina mostrou um aumento sem precedentes em junho, ao crescer 92,5% em comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo dados da consultoria Abeceb, o intercâmbio comercial com o mercado argentino foi favorável ao Brasil em US$ 666 milhões. Em comparação a maio, o crescimento do superávit brasileiro foi de 16%. O Brasil acumula 61 meses (mais de cinco anos) de balança comercial favorável com a Argentina.O Brasil exportou em junho US$ 1,607 bilhão ao mercado argentino, ou um volume 37,2% superior ao mesmo mês de 2007. As vendas consistiram principalmente em automóveis, autopeças e telefones celulares.  A Argentina vendeu ao Brasil US$ 941 milhões em produtos, o segundo nível mais baixo deste ano (a pior marca argentina ocorreu em abril, quando o país exportou US$ 939 milhões ao mercado brasileiro). As exportações argentinas aumentaram em 14,1% em comparação a junho de 2007. No entanto, foram 1,8% inferiores a maio deste ano.No primeiro semestre deste ano o Brasil obteve um superávit comercial de US$ 2,34 bilhões com a Argentina. Isso equivale a 44,9% a mais do que no mesmo período do ano passado. As exportações brasileiras para a Argentina entre janeiro e junho foram de US$ 8,577 bilhões. As vendas argentinas para o mercado brasileiro alcançaram US$ 6,237 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Saldo comercialArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.