Saldo da balança comercial ultrapassa US$ 16 bi no ano

Resultado reflete faturamento mais alto das exportações. Ou seja, os preços dos produtos exportados pelo Brasil estão subindo mais do que os preços dos importados

Rosana de Cassia, da Agência Estado,

25 de julho de 2011 | 11h15

O preço em alta das comnodities agrícolas continua puxando o saldo da balança comercial brasileira. No mês, o superávit acumulado é de US$ 3,134 bilhões e, no ano, US$ 16,100 bilhões, segundo dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Só na quarta semana de julho, a balança comercial registrou saldo positivo de US$ 383 milhões, resultado de US$ 5,224 bilhões em exportações (média diária de US$ 1,044 bilhão) e de US$ 4,841 bilhões em importações (média diária de US$ 968,2 milhões).

A média diária das exportações de julho deste ano é 36,3% maior que a média registrada em julho de 2010. Já a média das importações no período cresceu 21,2%. Mas na comparação com junho passado, a média das exportações em julho registrou uma queda de 2,9%,enquanto a média das importações caiu 1,9%. Mesmo assim, no ano, a média das exportações aumentou 31,8% e a média das importações cresceu 27,8%. Um crescimento de 71,8% na média diária do superávit no ano.

A balança comercial está registrando faturamento mais alto das exportações em consequência da forte melhora das relações de troca. Ou seja, os preços dos produtos exportados pelo Brasil estão subindo mais do que os preços dos importados. É a situação que reflete o bom desempenho das cotações das commodities agrícolas.

.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.