Saldo da balança do agronegócio bate recorde em maio

As exportações de produtos agrícolas e o superávit da balança comercial do agronegócio tiveram resultado recorde no mês de maio, informou hoje o Ministério da Agricultura. As exportações renderam US$ 7,5 bilhões e as importações custaram US$ 886 milhões em maio, resultando em um superávit de US$ 6,6 bilhões. Na avaliação de técnicos do ministério, o bom resultado das vendas externas de produtos agropecuários em maio foi influenciado tanto pela regularização de registros de exportação devido à suspensão da greve dos fiscais da Receita Federal quanto pelo aumento dos preços dos alimentos no mercado internacional. O complexo soja foi o que mais contribuiu para o aumento das exportações no mês de maio. As vendas aumentaram US$ 1,4 bilhão, o que correspondeu a mais de 60% do crescimento total das exportações do agronegócio no mês passado. Sempre em relação ao mês de maio de 2007, os valores exportados de soja em grãos aumentaram 125,5%, devido ao aumento de 60% da cotação desse produto no mercado externo, enquanto que a quantidade exportada cresceu 41%. As vendas de farelo de soja renderam US$ 612 milhões, crescimento de 108,9%. Em valor, as exportações do óleo de soja aumentaram 55,7%, resultado propiciado pelo crescimento de 94% nos preços e pela redução de 19,8% do volume embarcado. As informações constam em nota distribuída pela assessoria de imprensa do ministério. O levantamento também mostra aumento de 39,8% na receita cambial obtida com as exportações de carnes, que somaram US$ 1,4 bilhão. Mais uma vez, o preço influenciou o resultado já que a quantidade exportada aumentou 10%. O valor exportado de carne bovina in natura aumentou 5,6%, por causa da elevação de 49,3% dos preços. O volume embarcado foi 29,3% menor.As exportações de carne de frango in natura registraram incremento de 60,5% no valor exportado, resultado do aumento de 27% dos preços e de 26,4% da quantidade exportada. As vendas de carne suína in natura cresceram, em valor, 65,2%. O volume exportado foi 17,4% maior e os preços foram 40,7% superiores aos registrados no mesmo período de 2007. ImportaçõesOs gastos com importações de produtos agrícolas cresceram em maio. As importações do agronegócio somaram US$ 886 milhões no mês de maio, variação de 26,9% na comparação com o mesmo período de 2007. Em nota, o ministério destacou os gastos com as importações de milho (397%) e de farinha de trigo (137,8%). As quantidades importadas de trigo em grão e arroz apresentaram queda de 73,2% e 48%, respectivamente.O ministério informou ainda que no período de 12 meses até maio as exportações brasileiras do agronegócio totalizaram a marca histórica de US$ 64 bilhões, 18,3% acima do valor exportado entre junho de 2006 e maio de 2007.

FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

09 de junho de 2008 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.