Saldo da poupança supera R$ 400 bi em agosto e bate recorde

Já a captação líquida das cadernetas de poupança somou R$ 2,2 bi no mês passado 

Fernando Nakagawa, da Agência Estado,

06 de setembro de 2011 | 11h20

As cadernetas de poupança terminaram o mês de agosto com captação líquida positiva de R$ 2,222 bilhões, segundo relatório mensal divulgado pelo Banco Central. No mês passado, o resultado positivo foi gerado porque os depósitos acumulados durante agosto, de R$ 116,498 bilhões, superaram os saques que alcançaram R$ 114,276 bilhões no período.

Além de os depósitos terem sido maiores que os saques, as contas existentes também registraram rendimento de R$ 2,456 bilhões. Com esse resultado, o mês terminou com R$ 401,763 bilhões depositados nas cadernetas de poupança de todo o Brasil. Essa foi a primeira vez em toda a história que o saldo das cadernetas termina um mês acima de R$ 400 bilhões. No fim de julho, a cifra estava em R$ 397,085 bilhões.

A captação do mês passado foi 22,1% superior à registrada em igual mês de 2010. Mas, ao mesmo tempo, o resultado foi 28,3% menor que o visto em agosto de 2009, quando o Brasil deixava a crise financeira mundial e apresentava expressiva expansão econômica.

No acumulado de janeiro a agosto, as cadernetas acumulam captação líquida positiva de R$ 5,313 bilhões. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.