carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Saldo das cadernetas de poupança cai R$ 2,717 bi em 2005

As contas de caderneta de poupança tiveram no ano passado uma perda líquida de recursos de R$ 2,717 bilhões, de acordo com dados disponibilizados pelo Banco Central (BC) em sua página na internet. O resultado só não foi pior em função do expressivo ganho líquido de recursos ocorrido no último mês de 2005.Pelos dados do BC, os depósitos em poupança superaram os saques naquele mês em R$ 4,348 bilhões. O fenômeno é sazonal e costuma ser explicado pelos analistas como um reflexo de aumento de renda tido com o pagamento de férias e do décimo terceiro salário. Em dezembro de 2004, o ganho líquido das contas de poupança tinha ficado em R$ 3,542 bilhões.O patrimônio total das aplicações em poupança terminou 2005 em R$ 168,734 bilhões. O valor é cerca de US$ 10,5 bilhões maior que o saldo de R$ 158,266 bilhões existente no último mês de 2004. O que é o investimentoA caderneta de poupança é uma aplicação de renda fixa que paga juros de 0,5% ao mês mais a variação da Taxa Referencial. Regra geral, oferece menor rendimento que outras aplicações de renda fixa. Mas é a aplicação mais procurada pelo pequeno investidor, porque costuma ter um menor limite mínimo de depósito. Também oferece algum nível de segurança (Fundo Garantidor de Crédito).Regra geral, a caderneta tem uma data mensal de aniversário e somente paga o rendimento para o dinheiro que ficou parado nesta conta entre os dois aniversários. Muitos bancos oferecem cadernetas com múltiplos aniversários. Na prática, estas contas têm um único número, mas funcionam como se fossem várias contas, cada qual com um aniversário. De qualquer forma, o rendimento somente é pago se o dinheiro ficou depositado desde o último aniversário da conta ou da sub-conta.É permitido sacar o dinheiro da poupança antes do aniversário, porém os juros referentes ao dinheiro sacado não serão pagos. O rendimento da caderneta de poupança costuma ser igual em todos os bancos, embora alguns ofereçam atrativos, como a compensação da CPMF (para aplicações acima de três meses), ou facilidades na tomada de crédito, incluindo juros mais baixos.O dinheiro da caderneta é a principal fonte de recursos para o financiamento de imóveis. A poupança não paga Imposto de Renda.

Agencia Estado,

06 de janeiro de 2006 | 13h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.