Saldo das contas públicas dispara em outubro

O governo central, que compreende as contas do Banco Central, Tesouro Nacional e Previdência Social (INSS) teve em outubro um superávit primário de R$ 10,011 bilhões, de acordo com dados divulgados hoje pelo Tesouro. O valor ficou significativamente acima dos R$ 38,7 milhões registrados em setembro e foi 46,14% maior do que o verificado em outubro do ano passado (R$ 6,850 bilhões). No resultado de outubro, o Tesouro contribuiu com superávit de R$ 12,771 bilhões, a Previdência teve déficit de R$ 2,694 bilhões e o Banco Central, déficit de R$ 65,6 milhões. De janeiro a outubro, o governo central acumula superávit de R$ 61,658 bilhões (2,96% do PIB), ante R$ 55,019 bilhões (2,89% do PIB) nos dez primeiros meses de 2006. O resultado acumulado no ano já supera com folga a meta de R$ 53 bilhões estipulada para o governo em todo o ano de 2007. Até outubro, o Tesouro tem superávit primário de R$ 100,699 bilhões, enquanto a Previdência registra déficit de R$ 38,435 bilhões, e o Banco Central, déficit R$ 606,7 milhões, resultando no saldo de R$ 61,657 bilhões.

FABIO GRANER E ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

28 de novembro de 2007 | 16h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.