coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Saldo robusto rende vantagens ao correntista

O atendimento personalizado nos bancos não é mais exclusividade nem privilégio dos detentores de grandes fortunas. Mimos e paparicações são algumas das vantagens de que conta também um correntista razoavelmente abonado nas agências de bancos de varejo. Os maiores benefícios, porém, estão cristalizados na atenção pessoal em negócios financeiros, os principais produtos da rede bancária. O atendimento diferenciado a pessoas de renda mais elevada surgiu da demanda dessa clientela por facilidades e produtos exclusivos. A especialista no assunto e diretora do HSBC Premier, Regina Motta, explica que esse público se enquadra no padrão intermediário entre a massa do varejo dos grandes bancos e o público atendido pela área private, onde são administradas grandes fortunas, em geral acima de R$ 2 milhões. Nesse segmento médio, as portas estão abertas a clientes de renda mais modesta. Em alguns bancos, R$ 4 mil de renda mensal são suficientes para o cliente ter à disposição regalias antes exclusivas de milionários. Um correntista com renda superior a R$ 4 mil , por exemplo, pode fazer parte do universo de clientes Uni Class, do Unibanco. Nessa categoria, o correntista passa a contar com mais atenção na administração de seus investimentos e na solicitação de crédito a seu gerente de conta. E, mais, pode ter acesso a caixas exclusivos, central de atendimento diferenciada e aplicar em fundos exclusivos. O serviço tem um custo, traduzido, a princípio, em tarifas mais elevadas. Mas, no Unibanco, ela fica menor à medida que cresce a quantia investida no banco. Ao aplicar R$ 20 mil, o cliente está isento de qualquer tarifa, diz Andréa Genovesi, superintendente do Uni Class. O correntista de classe média alta do Unibanco tem direito também a um cartão de crédito e débito internacional e a freqüentar os Espaços Uni Class, agências especiais com salas privativas, guarda-volumes e informações sobre o mercado financeiro. Os fundos da família têm taxas menores que os comuns. O Itaú criou o segmento Personnalité, após a compra do Banco Francês e Brasileiro, para clientes com renda acima de R$ 5 mil que têm volume de recursos superior a R$ 50 mil no banco. Quem faz parte desse segmento conta com assistência personalizada, maior atenção de gerentes, consultoria de investimentos e uma central de atendimentos diferenciada. Um dos apelos do Personnalité, além de sua família de fundos, é a possibilidade de o cliente investir em parceria com a tesouraria do banco. A aplicação tem objetivo de retorno no longo prazo, mas o aplicador pode fazer movimentação diária. Nele, é possível definir com o banco a alocação dos recursos sem ter de pagar a CPMF nas transferências, diz o diretor comercial Júlio Tabuaço. A tarifa mensal do Personnalité varia de R$ 16 a R$ 26, mas há isenção a quem investe mais de R$ 50 mil. O HSBC Premier, criado no mês passado, atende clientes de São Paulo, Rio e Curitiba com renda acima de R$ 8 mil ou, ainda, que tenham renda de R$ 5 mil e R$ 50 mil investidos. Entre os produtos especiais para essa categoria estão fundos, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), CDBs com opção de troca de remuneração por outro indicador, entre outros, diz Regina Motta. Além do atendimento de gerentes especializados, esses clientes contam com espaços reservados em agências, os Premier Centers. "Neles, o HSBC oferece infra-estrutura e privacidade para que os clientes realizem suas operações bancárias com segurança e comodidade." A taxa do HSBC é de R$ 25 por mês, mas quem investe mais de R$ 75 mil não paga nada. O Citibank exige renda acima de R$ 6 mil e promove os clientes à classe CitiGold de acordo com o relacionamento de cada um com o banco. Waldemar Petty, diretor de Vendas e Distribuição, conta que essa clientela tem vantagens em aconselhamento financeiro, privacidade, serviços e produtos. O Banco do Brasil é outro que oferece vantagens a clientes preferenciais, com renda mensal entre R$ 1 mil e R$ 4 mil, e exclusivos àqueles que ganham mais de R$ 4 mil ou investem mais de R$ 50 mil. Os preferenciais têm à disposição gerentes especializados em consultoria financeira e atendimento personalizado e os exclusivos contam, ainda, com um boletim de investimentos bimestral, diz Washington Barbosa, responsável pela Gerência de Resultados com Clientes do BB. Regalias - Os atrativos que os bancos oferecem como chamariz na disputa por clientes diferenciados às agências incluem ainda presentes culturais, esportivos e gastronômicos. O HSBC promove eventos de esporte e oferece convites para estréias de peças de teatro. O Unibanco oferece meia-entrada a correntistas Uni Class e acompanhantes nas salas de cinema do banco, além de refeições em restaurantes. Já o Citibank levanta brinde aos clientes CitiGold todas as sextas-feiras, nas agências, com trufas e champanhe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.