Samuel Klein: a estratégia do 'Rei do Varejo' em frases

Samuel Klein: a estratégia do 'Rei do Varejo' em frases

Confira o pensamento do fundador das Casas Bahia em uma seleção de trechos de entrevistas

Malena Oliveira, O Estado de S. Paulo

21 de novembro de 2014 | 09h22

Conhecido como o "Rei do Varejo", Samuel Klein, o fundador das Casas Bahia, morreu nesta quinta-feira, 20, em São Paulo. Aos 91 anos, o empresário que começou os negócios como mascate (ou vendedor de porta em porta) era um dos mais bem-sucedidos do Brasil. 

Polonês naturalizado brasileiro, construiu uma das maiores redes de varejo do País apostando no crédito para as classes populares. Não por acaso, também ganhou a alcunha de "Papai Noel do Brasil".


Confira frases marcantes de Samuel Klein:

"Não importa se o nome está sujo no SPC, Serasa, ou se o cheque está sem fundo. Se paga em dia as Casas Bahia, pode comprar de tudo." 

"Cresci junto com o Brasil, não fiquei parado vendo o País crescer."

"Nas Casas Bahia somos uma família, os funcionários e os clientes. Eles têm que ser bem tratados, têm que trabalhar felizes."

"Um mais um é igual a dois. Mas a soma de uma ideia mais uma ideia não são duas ideias, e sim milhares de ideias."

"O segredo do negócio é comprar a 100 e vender a 200."

"Em nossa vida profissional, não podemos falhar. São justamente os erros que estragam nossos acertos."

"Há muitos anos, eu não tinha dinheiro para comprar presente em Mappin para Ana. Era 'um' loja grande, importante. Agora 'esse' loja é meu", em novembro de 2004, após adquirir a loja Mappin na Praça Ramos de Azevedo, em São Paulo.

"Eu já 'fez' um pedido para Deus e ele me atendeu. Vai me dar mais 30 anos. Eu 'vai' espalhar Casas Bahia por todo o Brasil", Samuel Klein aos 81 anos, após uma série de negócios bem sucedidos.  

"Eu sempre coloquei ritmo no negócio, muito ritmo. Passo a passo era pouco para mim", sobre vender produtos de porta em porta.

"No meu negócio, o único jeito de não andar para trás é andar para a frente", em 1999, com 251 lojas em cinco estados e 7 milhões de clientes.

Tudo o que sabemos sobre:
Samuel KleinCasas BahiaViavarejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.