finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Sanofi anuncia acordo para comprar a Genzyme por US$ 20 bilhões

Conselhos de ambas as companhias aprovaram o acordo, que deverá ser concluído no início do 2º trimestre

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

16 de fevereiro de 2011 | 08h12

A gigante farmacêutica francesa Sanofi-Aventis encerrou nesta quarta-feira meses de incerteza, após informar que está comprando a companhia de biotecnologia norte-americana Genzyme, por US$ 74 por ação, ou um total de US$ 20,1 bilhões mais um direito de valor contingente (CVR, em inglês). Às 7h55 (de Brasília), as ações da Sanofi subiam 3,78% na Bolsa de Paris, enquanto as da Genzyme avançavam 3,53% no pré-mercado em Nova York.

A Sanofi disse que os conselhos administrativos de ambas as companhias aprovaram o acordo, que deverá ser concluído no início do segundo trimestre deste ano.

Além do preço por ação, cada acionista da Genzyme receberá um direito de valor contingente, ou uma promessa de pagamento futuro, se o medicamento Lemtrada, para o tratamento de esclerose múltipla, bem como os volumes de produção do Cerezyme e Fabrazyme, usados no tratamento de doenças raras, atingirem metas específicas. Os pagamentos ligados ao CVR, cuja maior parte estará relacionada às vendas do Lemtrada, poderão alcançar até US$ 14 por ação.

A Sanofi iniciou sua ofensiva para adquirir a Genzyme em meados do ano passado, atraída pelos medicamentos da empresa para o tratamento de doenças raras, considerados como uma fonte de receitas futuras para ajudar a preencher a lacuna inevitável à medida que os principais produtos da Sanofi perdem sua proteção de patente.

Depois de meses de divergências públicas sobre o valor da Genzyme e uma oferta de US$ 69 por ação da Sanofi, as empresas assinaram um acordo de confidencialidade no início deste ano, de modo que a empresa francesa poderia revisar a informação não pública. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
sanofigenzymeacordocompra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.