Santa Catarina poderá exportar carne suína para o Chile

Autoridades sanitárias chilenas reconhecem o Estado como área livre de febre aftosa sem vacinação

FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

27 de junho de 2008 | 14h25

Autoridades sanitárias do Chile reconheceram o Estado de Santa Catarina como área livre de febre aftosa sem vacinação. O comunicado foi feito ao Ministério da Agricultura ontem. A decisão abre a possibilidade de exportação de carne suína procedente dos frigoríficos catarinenses inspecionados e habilitados recentemente pela missão de técnicos chilenos. O comunicado também informa que 12 estabelecimentos brasileiros poderão exportar carne de frango para o mercado chileno. Outros seis estão em processo de habilitação.Santa Catarina é o único Estado brasileiro reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa sem vacinação, desde 2007. Em maio, a entidade ampliou a área brasileira livre de febre aftosa com vacinação e agora 16 Estados são reconhecidos como livre da enfermidade. O Brasil negocia, ainda, a ampliação da área aprovada pelo Chile para exportação de carne bovina in natura. No próximo mês, uma delegação de técnicos da Secretaria de Defesa Agropecuária do ministério vai ao Chile para tratar do assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
Carne Suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.