Santander apresenta a Lula e Palocci plano para microcrédito

O presidente mundial do Grupo Santander, Emilio Botín, apresentou hoje ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ministro da Fazenda, Antonio Palocci, em audiência no Palácio do Planalto, planos da instituição para conceder microcrédito e financiar programas de exportação no País. Em entrevista após o encontro, Botín informou que o Santander pretende dar assistência e conceder crédito a pequenas empresas com perfil exportador e atender profissionais que busquem microcrédito. Ele, no entanto, não detalhou montantes disponíveis para as duas finalidades nem estimou o número de pessoas e empresas a serem atendidas. Botín informou, também, que o Grupo Santander investiu US$ 7 bilhões no Brasil, nos últimos cinco anos. Sobre a audiência, ele relatou ter manifestado a Lula e Palocci seu apoio à política econômica do governo. "Falamos (na audiência) que a política do governo é dura, mas necessária para conseguir os objetivos do governo e o Brasil crescer", afirmou. O Banco Santander atua em 42 países e emprega 120 funcionários, 20 mil dos quais no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.