Santander confirma que estuda unir unidade de gestão de ativos com a do UniCredit

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Santander confirma que estuda unir unidade de gestão de ativos com a do UniCredit

Segundo o presidente-executivo da companhia italiana, cada banco ficaria com um terço da nova empresa

REUTERS

24 de setembro de 2014 | 07h22

O Santander, maior banco da Espanha, confirmou nesta quarta-feira que está estudando uma potencial fusão de seu negócio de gestão de fundos com o do italiano UniCredit, embora não tenha dado mais detalhes.

O presidente-executivo do UniCredit, Federico Ghizzoni, disse a jornalistas na terça-feira que a proposta é combinar a Santander Asset Management com a unidade Pioneer do UniCredit, com cada banco ficando com cerca de um terço da nova companhia.

Os fundos de private equity Warburg Pincus e General Atlantic, que já são sócios da Santander Asset Management, ficariam com o terço restante, antes de deixar o negócio em alguns anos quando, provavelmente, ele seria listado no mercado de ações, disse Ghizzoni.

"Neste momento, nenhum acordo foi alcançado quanto à potencial estrutura ou os termos da possível transação ... O Santander informará o mercado se e quando alcançar um acordo no futuro para implementar tal transação", disse o banco em comunicado ao regulador do mercado na Espanha.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSSANTANDERUNICREDIT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.