Santander elogia Brasil e exorta espanhóis a investirem na AL

Os diretores do banco Santander Central Hispano exortaram os empresários espanhóis a investirem na América Latina e teceram elogios ao governo brasileiro durante a abertura do seminário América Latina: a busca do crescimento sustentável e socialmente responsável, na Universidad Internacional Menéndez Pelayo, em Santander, na Espanha. Segundo reportagem publicada hoje pelo jornal Expansión, o diretor para as Américas do Santander, Francisco Luzón, disse que "agora é o momento de retomar posições na América Latina", antes que as oportunidades de negócios desapareçam nos próximos meses. Já o presidente do banco, Emilio Botín, disse que em sua recente visita ao Brasil constatou que a economia do país "avança pelo caminho correto e nos próximos meses veremos ela decolar". Botín destacou a importância da atual política econômica brasileira, a transparência e o apoio aos investimentos estrangeiros. Segundo ele, "estas são questões básicas para as empresas, que como o Santander, apostaram no Brasil". O diretor-geral para Assuntos Internacionais do Banco da Espanha se referiu ao projeto econômico do presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um modelo a ser seguido pelo resto dos países latino-americanos.Os diretores do Santander afirmaram também que a economia argentina poderá crescer 5% neste ano, desde que sejam promovidas o quanto antes reformas no sistema financeiro do país. Juan Ruiz, diretor da Área de Estratégia e Análise da Divisão América do Santander, disse que os bancos espanhóis com interesses na Argentina estão dispostos a compartilhar com os custos dessas reformas. Em recente visita à Espanha, o presidente argentino Néstor Kirchner disse que seu país sairá da crise financeira "com ou sem investimento espanhol".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.