Santander lidera ranking de queixas do Banco Central

Já o total de reclamações contra bancos caiu 7,76% em junho

Victor Martins, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2014 | 13h52

O Santander liderou em junho o ranking de reclamações do Banco Central entre as instituições com mais de um milhão de clientes. O banco registrou um índice de 1,38, número que considera as reclamações procedentes divididas pela quantidade de clientes multiplicada por 100 mil. A lista traz ainda HSBC (1,06), Banrisul (0,86), Itaú (0,88) e Banco do Brasil (0,74). No ranking de instituições com menos de um milhão de clientes, as mais reclamadas foram BMG, BNP Paribas, J. Malucelli e Panamericano.

O total de reclamações contra bancos caiu 7,76% em junho em relação a maio. Foram 1.748  demandas consideradas procedentes no mês passado, ante 1.895 em maio. Na comparação com junho do ano passado, quando foram registradas 2.406 queixas, houve queda de 27,35%.

Os números se referem apenas ao descumprimento de normas do Conselho Monetário Nacional (CMN) ou do BC. As demandas mais comuns foram reclamações por débitos não autorizados em conta (299 reclamações), restrição à portabilidade de crédito consignado sem justificativa (160), cobranças irregulares de tarifas por serviços não contratados (141), prestação de serviço de forma irregular na conta salário (144) e esclarecimentos incompletos/incorretos sobre a norma do BC que trata de denúncias e pedidos de informação e cobrança irregular por serviços não contratados (118), além de outras queixas. 

Tudo o que sabemos sobre:
santander

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.