Santander negocia compra do grupo bancário Sovereign

Segundo The Wall Street Journal, operação é avaliada em US$ 2,530 bilhões e a um preço por ação de US$ 3,81

Efe,

13 Outubro 2008 | 02h17

O Banco Santander mantém "conversas avançadas" para comprar o grupo bancário americano Sovereign Bancorp, cujo negócio pode ser fechado esta segunda-feira, segundo informa The Wall Street Journal.   Europa vai garantir dívidas bancárias por até 5 anos Reino Unido vai resgatar seus 4 maiores bancos, diz jornal FMI apóia ajuda a bancos e pede ações 'audaciosas' Bolsa cai 20% em semana de pânico  Como o mundo reage à crise  Confira as medidas já anunciadas pelo BC contra a crise Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira    O jornal, que cita como fonte pessoas relacionadas com a operação, avalia o grupo americano em US$ 2,530 bilhões e a um preço por ação de US$ 3,81.   O Santander já tem 25% do banco Sovereing, a filial bancária do grupo com sede na Filadélfia.   O banco espanhol adquiriu em outubro de 2005 20% do Sovereign por cerca de US$ 2,4 bilhões, em uma operação que representa sua entrada no mercado americano.   O banco Sovereing, com grande presença no nordeste dos EUA, tem 750 filiais e cerca de 12 mil funcionários.   O Sovereign foi afetado nos últimos meses pela crise de crédito mundial, especialmente após sua entrada no mercado de empréstimos para a aquisição de veículos, que tem uma grande concorrência em preços.   O banco eliminou em janeiro passado seu dividendo após anunciar perdas anuais de US$ 1,3 bilhão, depois de perder no quarto trimestre US$ 1,602 bilhão.   O Santander, o maior banco em ativos da Espanha, e um dos 10 primeiros do mundo, comprou em plena crise bancária o britânico Bradford and Begley e foi citado nos meios de imprensa americanos como possível comprador do Wachovia, que finalmente foi adquirido pelo Wells Fargo de San Francisco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.