Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Santander pagará à vista indenizações por perdas em planos econômicos

Beneficiários que desejarem receber os recursos antes da data prevista poderão contar com uma linha de crédito criada especialmente para a antecipação da quantia, ao custo de 1,49% ao mês

Carolina Bastos, especial para o Broadcast

21 Maio 2018 | 16h38

O Banco Santander Brasil pagará à vista as indenizações por perdas em planos econômicos do governo a seus correntistas, independentemente do valor que eles têm a receber. Os depósitos serão feitos de acordo com o cronograma oficial de pagamento, nas datas dos respectivos lotes, a serem definidas de acordo com a data de nascimento.

+ 'Não é improvável que consignado possa bater abaixo de 1%', diz presidente do Santander Brasil

+ Itaú segue bancos e também reduz juro do crédito imobiliário

Os beneficiários que desejarem receber os recursos antes da data prevista poderão contar com uma linha de crédito criada especialmente para a antecipação da quantia, ao custo de 1,49% ao mês. A mesma taxa será oferecida àqueles que optarem por receber em sua conta no Santander os valores acordados em processos contra outras instituições.

O anúncio oficial das condições para o ressarcimento dos poupadores está previsto para amanhã (22). A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) lançará no mesmo dia um portal voltado para os interessados em solicitar adesão ao acordo. O site ajudará também na apresentação online dos documentos comprobatórios e a indicação da conta corrente para o crédito dos valores, definidos após análise.

Essas ações indenizatórias correspondem à contestação do confisco financeiro por parte do governo durante os planos econômicos Bresser, de 1987, Verão, de 1989, e Collor II, de 1991. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.