finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Santander reduz taxas de juros

O Banco Santander anunciou a redução das taxas de juros em sua linha de crédito pessoal e no SuperCheque Especial. A diretoria de produtos informou, por meio de comunicado, que a instituição financeira tomou a decisão de repassar imediatamente ao consumidor final os benefícios da redução da Selic para 15,25% ao mês. O banco não descarta a possibilidade de nova revisão para baixo dessas taxas, caso o custo de captação continue caindo. O crédito pessoal passa a ter juros de 3,72%, ante 3,75% ao mês, e o SuperCheque Especial passa de 9,30% para 9,20% ao mês. Caso o cliente utilize o limite do SuperCheque, os 9,20% ao mês caem automaticamente para 7,36% ao mês. A taxa é decrescente, conforme o nível de uso do limite. Quem usar de 71% a 95%, por exemplo, terá taxa de 4,60% ao mês.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2001 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.