Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Santander vai operar de forma separada do Real, afirma Luzón

Depois de uma reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o vice-presidente Mundial do Santander, Francisco Luzón, confirmou que o grupo vai manter o banco operando separadamente do Banco Real. O Santander comprou recentemente o ABN Amro, que no Brasil é dono do Banco Real.Luzón fez uma avaliação positiva da economia brasileira e do Sistema Financeiro Nacional. Segundo ele, com a operação, o Santander fortaleceu a sua posição no mercado brasileiro e é hoje o único dos bancos globais com posição forte em países do Bric - termo usado para designar quatro países emergentes: Brasil, Rússia, Índia e China. De acordo com o vice-presidente, o Santander no Brasil está entre os três maiores bancos, posição semelhante a que tinha no México e Chile.Lúzon acabou recebendo um "chá de cadeira" do ministro. Ele deveria ter sido recebido por Mantega às 12 horas. Após mais de uma hora de espera, foi informado que a audiência havia sido transferida para o fim da tarde porque o ministro foi chamado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto.

Adriana Fernandes, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

28 de novembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.