Santander vende prédio histórico em Madri para chinês Wanda por US$361 mi

O Santander, maior banco da Espanha, vendeu um arranha-céu histórico em Madri para o conglomerado chinês Dalian Wanda Group por 265 milhões de euros (361 milhões de dólares), conforme investidores estrangeiros elevam a presença no mercado imobiliário do país.

Reuters

05 de junho de 2014 | 09h59

O prédio de 28 andares, Edificio España, que era o maior prédio da Espanha quando foi construído em 1940, é um marco no centro da capital espanhola e era utilizado para abrigar um hotel e escritórios, embora esteja vago por vários anos.

Dalian Wanda, chefiado por Wang Jianlin, o homem mais rico da China segundo a Forbes, é a maior desenvolvedora de propriedades comerciais do país.

O Santander comprou o prédio logo antes do estouro da bolha imobiliária na Espanha em 2007, por quase 390 milhões de euros. O banco disse que a venda terá pouco impacto em seus resultados.

O Santander disse que o Edificio España será comprado pela Renville Invest, subsidiária do Dalian Wanda.

(Por Sarah White e Jesus Aguado)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSSANTANDERPREDIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.