Santander vende sua sede em Madri por US$ 2,8 bilhões

O Banco Santander anunciou que concordou em vender sua sede, complexo de prédios localizado nos arredores de Madri, para um consórcio liderado pelo grupo Propinvest, que faz investimentos no mercado imobiliário, por 1,9 bilhão de euros (US$ 2,8 bilhões).O banco espanhol afirmou que a venda vai gerar ganhos líquidos de capital de 605 milhões de euros. O acordo inclui 40 anos de aluguel dos imóveis pelo Santander, que tem a opção de recomprá-los.A Cidade Financeira Santander, onde fica a sede do banco, é um complexo de 160 hectares que compreende escritórios, serviços e áreas verdes. Ali estão mais de 400 mil metros quadrados de espaço construído e mais de 5 mil vagas de estacionamento. O complexo também inclui serviços para os funcionários, como um centro de treinamento, uma creche, instalações esportivas e um campo de golfe.O acordo firmado hoje é a maior transação imobiliária já realizada na Espanha. O banco lançou no ano passado a venda de todos os seus ativos imobiliários naquele país, exceto sua emblemática sede na cidade de Santander, no norte espanhol. Inicialmente o banco havia avaliado os ativos a serem vendidos em 4 bilhões de euros. No entanto, com a venda feita hoje, o valor total chega a 4,4 bilhões de euros, o que gera um ganho total de capital de 1,68 bilhão de euros para a empresa. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.