Marcelo Camargo/Agência Brasil - 18/7/2019
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 18/7/2019

Saque emergencial do FGTS: valor de até R$ 1 mil será distribuído pelo Caixa Tem

Trabalhador precisa fazer consulta no site do FGTS para saber se receberá automaticamente

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2022 | 09h29

A liberação do FGTS Emergencial será realizada por meio do aplicativo Caixa Tem, criado em 2020, para distribuição do Auxílio Emergencial. Atualmente, a conta digital gratuita é utilizada para pagamentos de benefícios sociais, como Auxílio Brasil e Auxílio Gás

No Caixa Tem, os valores podem ser utilizados para o pagamento de contas domésticas e a realização de compras virtuais em estabelecimentos não conveniados. O app da Caixa Econômica Federal também permite o saque em caixas eletrônicos e a transferência para a conta de terceiros. 

Para saber se receberá automaticamente o dinheiro ou se precisará pedir o saque, o trabalhador precisa fazer consulta. O processo pode ser feito tanto no site quanto pelo aplicativo FGTS. O site informa apenas a data da liberação e se o crédito será feito de forma automática. O aplicativo tem mais funcionalidades, como a consulta aos valores, a atualização dos dados da conta poupança digital, o pedido para desfazer o crédito e manter o dinheiro na conta do FGTS. 

Vale lembrar que, caso o dinheiro não seja movimentado, a quantia será restituída ao FGTS, com correção pelo rendimento do Fundo de Garantia correspondente ao período em que ficou parado na conta poupança digital.

De acordo com o site oficial da Caixa, quem não quiser o montante liberado do FGTS poderá indicar que não deseja receber. Desta forma, a conta do FGTS não terá o débito. “O trabalhador deverá acessar o Aplicativo FGTS ou se dirigir a uma das agências do banco para informar que não quer receber o crédito”, informa a estatal. / COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.