Saraiva: lucro maior no 1º trimestre deste ano

Os aumentos nas margens e nas vendas das controladas impulsionaram o lucro líquido da Saraiva Livreiros e Editores no primeiro trimestre desse ano. O resultado consolidado cresceu 9% na comparação com os primeiros três meses do ano passado, totalizando R$ 20,846 milhões. Segundo o diretor financeiro e de relações com investidores da companhia, João Luiz Hopp, a margem bruta da Editora passou de 69,5% para 76,3%. A receita líquida subiu 7%, para R$ 83,5 milhões. Também contribuiu para o resultado um reajuste de preços, "para compensar a alta de papel verificada no biênio 99-2000". A margem do setor de lojas físicas da Livraria passou de 34,1% para 35,7%. No segmento de Internet, a margem passou de 17,3% para 34,1%. As vendas das lojas físicas cresceram 20%, para R$ 55,1 milhões, e o lucro ficou em R$ 1,5 milhão. No caso da "pontocom", as vendas subiram 44%, para R$ 3,7 milhões, mas ainda houve prejuízo de R$ 1,4 milhão. Isso fez com que o lucro consolidado da Livraria ficasse em R$ 82 mil, um aumento de 50,9%. "Esse prejuízo está dentro do esperado e deve continuar até 2002", reiterou. O endividamento total de longo prazo da companhia era de R$ 40 milhões em 31 de março, com outros R$ 11,9 milhões de curto prazo. Do total, R$ 27 milhões são obrigações em dólares. Quanto à intenção da empresa de vender a Editora, ou mesmo se associar a outro grupo para geri-la, o executivo disse ainda que não recebeu qualquer proposta firme, mas que está mantendo contato com os interessados. Uma suposta venda da seção editorial, explicou, será uma resposta à demanda de companhias estrangeiras pelo ativo. O setor de varejo da Saraiva pode ser afetado caso haja racionamento de energia. Segundo Hopp, principalmente as lojas localizadas nos shopping centers podem sofrer se ocorrer corte no fornecimento em horários de movimento. "O comércio, de uma forma geral, será afetado ." Hopp afirmou, no entanto, que ainda não é possível mensurar as perdas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.