Sarkozy defende política econômica conjunta para a UE

Países que têm a mesma moeda e o mesmo banco central precisam das mesmas medidas econômicas", disse

AP

16 de outubro de 2008 | 08h09

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse nesta quinta-feira, 16, que as nações européias precisam de uma política econômica conjunta para enfrentar a crise financeira global. Ele participa de uma cúpula de dois dias da UE em Bruxelas, na Bélgica.   "Países que têm a mesma moeda e o mesmo banco central precisam das mesmas medidas econômicas", disse.   Ele também defendeu um pacote de estímulo à economia e ajuda à indústria automotiva. O francês, que exerce a presidência rotativa do bloco, pediu que a UE aja coordenadamente para evitar uma recessão.   "Vemos que a crise econômica se aproxima", constatou.   Sarkozy defendeu investimento estatal na indústria de automóveis para a contrução de veículos mais limpos. As vendas de carros têm caído na Europa.      

Tudo o que sabemos sobre:
uecrise financeirasarkozy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.