Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Sarkozy diz que acabar com o euro seria o fim da Europa

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse na sexta-feira que ele lutaria para manter o euro e indicou que a França cumpriria as promessas de colocar suas finanças em ordem.

REUTERS

31 de dezembro de 2010 | 17h30

"Não acreditem, compatriotas queridos, naqueles que sugerem que deveríamos deixar o euro... O final do euro seria o final da Europa", disse Sarkozy num pronunciamento televisionado para marcar o Ano-Novo.

"Eu vou lutar com todas as minhas forças contra esse passo para trás que anularia 60 anos da construção de uma Europa que trouxe paz e fraternidade ao continente", acrescentou.

Sarkozy também disse que não deixaria a França seguir outros países europeus que sofreram com crises de dívida neste ano e prometeu manter os planos de melhorar as finanças estatais.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROSARKOZYEURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.