Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Sarkozy não consegue compromisso sobre compra

O interesse da França na compra de 36 caças pela Força Aérea Brasileira (FAB) levou o presidente Nicolas Sarkozy a cruzar o Atlântico hoje (26) e despender três horas, em Manaus, em uma discussão sobre mudança climática com dois chefes de Estado e sete ministros de países amazônicos.

DENISE CHRISPIM MARIN E LISANDRA PARAGUASSÚ, Agencia Estado

26 de novembro de 2009 | 22h52

Mas, nas duas conversas reservadas que manteve com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sarkozy não conseguiu extrair nenhum sinal mais claro de que a Dassault, fabricante das aeronaves de combate Rafale, vencerá a concorrência da FAB. No encontro bilateral, Lula apenas afirmou a Sarkozy que o processo de concorrência prosseguirá, sem data para ser concluído.

Sarkozy deixou Manaus à noite e seguiu para Trinidad e Tobago, onde participará da tentativa dos países caribenhos de compor uma proposta comum para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, que se dará em Copenhagen em dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Sarkozycaças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.