Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Saúde, educação e transportes comandam alta do IPC-S

Índice avançou 0,57% na última semana, após alta de 0,47% na anterior, segundo Fundação Getúlio Vargas

Agência Estado

08 de maio de 2009 | 08h29

Três classes de despesa comandaram a aceleração na taxa do IPC-S, que subiu para 0,57% na primeira prévia de maio, apurada até esta quinta, 7, após avançar 0,47% na semana anterior, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta, 8.

 

Cinco dos sete grupos que compõem o índice apresentaram taxas de inflação mais intensas ou deflação mais fraca. Os três grupos que comandaram a aceleração foram Produtos de Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,99% para 1,10%), Educação, Leitura e Recreação(de -0,19% para -0,09%) e Transportes (de -0,14% para -0,13%). Contribuíram para a aceleração a alta nos preços de medicamentos (3,59%), salas de espetáculo (0,75%) e seguro facultativo de veículos (1,94%).

 

Outras duas classes de despesa que apresentaram aceleração foram Despesas Diversas (de 2,43% para 3,53%) e Habitação (de 0,28% para 0,39%). Houve desaceleração de preços de Alimentação (de 0,64% para 0,61%) e Vestuário (de 0,49% para 0,48%).

 

Produtos

 

A FGV informou que as mais significativas altas de preço no varejo foram apuradas em batata-inglesa (25,12%); cigarro (10,97%) e leite tipo longa vida (7,3%).

 

Já as quedas mais significativas foram registradas em passagem aérea (-11,6%); gasolina (-0,79%) e feijão preto (-15,31%).

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPC-SFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.