Sauer minimiza episódio com Bolívia; gás está garantido

O diretor de Gás e Energia da Petrobras, Ildo Sauer, usou hoje um tom cordial para comentar a nacionalização das reservas de petróleo e gás da Bolívia e minimizou: "não há qualquer crise com a Bolívia e nem nunca houve". Segundo ele, o abastecimento do Brasil com o gás boliviano está "perfeitamente garantido" e nunca se questionou este contrato de fornecimento.Além disso, lembrou, o próprio governo boliviano até o momento não expressou oficialmente sua intenção de aumentar o preço do gás fornecido ao Brasil. "Que há vontade de elevar em US$ 1, US$ 2 ou até mesmo US$ 0,50, é claro que há. Mas as margens da distribuição aqui no Brasil estão absolutamente apertados e o governo boliviano sabe disso. Temos técnicos atuando em grupos de trabalho na Bolívia que mostram a eles que, em alguns casos, o diesel praticamente empata com o gás natural", disse. "Obviamente, se puxarmos mais para cima o preço, o consumidor troca de combustível."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.