coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Se for vendida, Portugal Telecom reduzirá presença no Brasil

O presidente da Portugal Telecom (PT), Henrique Granadeiro, disse nesta quarta-feira que uma eventual venda da empresa para o Grupo Sonae pode reduzir a presença da companhia no Brasil. A Portugal Telecom é sócia da Telefônica na Vivo. Atualmente, o conselho de administração da PT trava uma batalha para deter a oferta hostil de compra apresentada pelo Sonae no início do ano."No caso de a Oferta Pública de Aquisição (OPA) do Sonae ser vencedora, considerando o elevado nível de endividamento que supõe (a operação), nós avaliamos que dificilmente possa ser mantido o atual perímetro da PT, sobretudo em sua vertente internacional em setores-chave, como o Brasil", disse o executivo, após participar de reunião com os ministros das Comunicações do Brasil, Hélio Costa, e de Portugal, Mário Lino.Para tentar barrar a oferta hostil da Sonae, o conselho de administração da PT apresentou recentemente algumas alternativas aos acionistas, como separar o braço multimídia do restante do grupo e aumentar a proposta de remuneração dos acionistas no período 2006-2008 de 3 bilhões de euros para 3,5 bilhões de euros.Em entrevista coletiva, Granadero disse que se a oferta do conselho for vencedora (ou seja, se o Sonae não arrematar a empresa) "seguramente a aposta no Brasil continuará sendo um dos eixos fundamentais de desenvolvimento da Portugal Telecom."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.