Se necessário, governo poderá adotar novas medidas, diz Dilma

Ministra diz que pode haver incentivos à economia e que País precisa aumentar nível de investimentos

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

29 de junho de 2009 | 14h32

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta segunda-feira, 27, após solenidade de anúncio das novas medidas de incentivo à economia, que o governo continuará atento e que, se necessário, poderá adotar novas ações. "Todas as medidas são necessárias. Elas compõem uma parte do quadro. Nunca achamos que elas são suficientes. O governo está sempre atento e poderá sempre tomar novas medidas porque o acompanhamento dessa crise sempre foi feito dessa forma", disse Dilma.

 

A ministra conclamou os empresários a apostarem na inovação e na engenharia nacional. Segundo ela, a partir do momento em que o Brasil aumentar o nível do investimento, também estará trilhando o caminho da saída da crise. "O futuro é o que o Luciano Coutinho sintetizou bem: é mais e melhor emprego para nossa população", disse a ministra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.