Divulgação/Corbis
Divulgação/Corbis

Sean Connery é ameaçado de prisão na ‘operação Goldfinger’

Ator que interpretou James Bond é acusado de venda irregular de casa na Espanha

Economia & Negócios,

03 de julho de 2013 | 11h13

 SÃO PAULO - Um juiz espanhol ameaça emitir um mandado de captura internacional contra o ator escocês Sean Connery e sua esposa, Micheline, se os dois se recusarem a comparecer para um interrogatório para esclarecer acusações relacionadas a uma fraude imobiliária.

O casal Connery aparece em uma lista de investigados junto com outros 20 moradores da vila de Marbella, na Costa del Sol.

Investigadores suspeitam de irregularidades na venda de uma antiga casa em que o ator vivel até 1999 para a construção de um edifício de quatro andares e 72 apartamentos de luxo.

A venda teria sido autorizada irregularmente com autorização do ex-prefeito de Marbella, investigado por corrupção.

A operação de investigação foi batizada de 'operação Goldfinger', em referência ao filme de 1964 em que o ator interpretou James Bond.

O juiz de Marbella se queixou de que o casal Connery foi notificado em 2010 e ainda não se explicou.

Sean Connery, que atualmente vive nas Bahamas, alega que a venda da sua antiga casa não teve nada de ilegal e diz que não está disponível para interrogatório por sua idade avançada - 82 anos.

Apartamentos de luxo construídos no terreno que era do ator

Tudo o que sabemos sobre:
SeanConneryGoldfinger

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.