Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

SEC recomenda registro de gerentes de fundos de hedge

A Securities & Exchange Commission (SEC), o órgão regulador do mercado acionário norte-americano, recomendou que os gerentes de fundos de hedge se registrem na instituição, o que abriria caminho para a supervisão dessa indústria de US$ 600 bilhões. De acordo com a proposta aprovada pela diretoria da SEC, o órgão ganharia autoridade para auditar, sem restrições, essas redes de investimentos. Os fundos hedge abrigam investidores com grandes capitais e não são regulados porque os participantes, normalmente, têm conhecimento total das regras e riscos envolvidos nesses fundos, que têm hoje mais do que o dobro do registrado há cinco anos. "A comissão tem de criar alternativas para examinar os gerentes desses fundos e monitorar suas atividades", comentou o presidente da SEC, William Donaldson. A recomendação da diretoria, que ainda tem de ser aprovada pela maioria dos cinco membros da Comissão, foi feita diante das preocupações sobre o potencial de se cometerem fraudes nesses fundos. A SEC já supervisiona os fundos mútuos e seus conselheiros, mas não tem controle sobre os fundos de hedge. A recomendação da SEC, no entanto, não faz referência ao registro dos próprios fundos de hedge, mas apenas de seus administradores. Esses fundos de hedge têm atraído também clientes de varejo e não apenas correntistas sofisticados. A SEC estima que existam de 6 mil a 7 mil fundos de hedge. Segundo projeções, esses fundos poderão exceder US$ 1 trilhão na próxima década.

Agencia Estado,

29 de setembro de 2003 | 14h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.