Secovi prevê crescimento de 30% nas vendas em SP no ano

O Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) projeta para este ano um crescimento de 30% na vendas de imóveis residenciais na cidade de São Paulo sobre o ano passado e um avanço de 16% nos lançamentos, disse, nesta terça-feira, 13, o economista chefe do sindicato, Celso Petrucci.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

13 de agosto de 2013 | 11h44

O economista associa esse crescimento à manutenção do bom desempenho do mercado de trabalho. De acordo com ele, "embora a economia tenha apresentado piora, alguns fundamentos, como a geração de empregos, têm se mantido firmes e além disso o setor tem oferecido imóveis de valores diversificados, se adequando ao poder aquisitivo dos compradores", afirmou.

Ele citou também a utilização da tabela Price, que exige uma entrada menor na aquisição do imóvel, o que a tabela SAC anteriormente não permitia. Petrucci menciona ainda o crescimento de 30% nos financiamentos, que no primeiro semestre contemplaram 172,2 mil unidades ante 132,6 mil no semestre passado. "O primeiro semestre foi surpreendente", afirmou, com alta de 52% em lançamentos e 45,8% em vendas. "Mas esse ritmo de crescimento não deve se manter."

Tudo o que sabemos sobre:
SecovivendasSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.