Secovi-SP: contrato novo de aluguel sobe 11% em junho

Os aluguéis de casas e apartamentos contratados em junho deste ano na cidade de São Paulo apresentaram alta média de 11% em relação ao que era praticado no mesmo mês de 2009, conforme a Pesquisa Mensal de Locação Residencial do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP). O resultado, divulgado hoje, é superior à variação média dos preços mensurada por diversos indicadores de inflação. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), por exemplo, acumula alta de 4,84% nos 12 meses encerrados em junho.

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

20 de julho de 2010 | 08h22

Na comparação com maio, o índice registrou acréscimo de 0,3% no mês passado. O índice é o mais baixo informado desde janeiro, quando os preços de locação subiram 0,2%. De acordo com a pesquisa, as residências alugadas mais rapidamente foram as casas e os sobrados, que demoraram em geral entre 11 e 27 dias para serem locados. No caso dos apartamentos, o Índice de Velocidade de Locação (IVL), que mede em número de dias o tempo que um imóvel vago demora para ser locado, permaneceu entre 17 e 35 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
aluguelcontratospreçosSecovi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.