Secretaria Geral da Presidência lamenta morte de caminhoneiro atropelado

A Secretaria Geral da Presidência da República, em nota, lamentou a morte por atropelamento do caminhoneiro Cléber Adriano Machado Ouriques, na manhã deste sábado, 28, na BR-392, em São Sepé, no Rio Grande do Sul. Cléber tentou parar um caminhão que furava o bloqueio na estrada gaúcho e acabou atingido e morto pelo colega.

TÂNIA MONTEIRO), Estadão Conteúdo

28 Fevereiro 2015 | 15h13

O Rio Grande do Sul é onde tem a maior concentração de pontos de paralisação, 22, no final da manhã deste sábado. Na nota, a Secretaria Geral diz ainda que, "ao mesmo tempo em que se solidariza com familiares e amigos, o governo federal reforça o compromisso e a disposição para que a normalidade volte às rodovias brasileiras".

O último boletim emitido pela Polícia Rodoviária Federal, no final da manhã deste sábado, indica 45 pontos de paralisações no País, a maior parte deles no Rio Grande do Sul (22), Santa Catarina (13) e Paraná (4). Havia ainda paralisações em Mato Grosso (5) e Mato Grosso do Sul (1).

Mais conteúdo sobre:
protestocaminhoneiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.