Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Secretaria sugere aprovar negócio entra AmBev e Interbrew

A Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça sugeriu hoje a aprovação da operação de troca de ativos entre as cervejarias brasileira AmBev e a belga Interbrew. O parecer da SDE segue a mesma linha da avaliação feita pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda. Os dois pareceres servirão agora de embasamento técnico para a análise final do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).A operação, anunciada no início de março passado, prevê que a Interbrew tenha participação de 54,4% no capital social da AmBev enquanto a cervejaria brasileira passe a deter uma participação de 24,7% na Interbrew, além de 100% de participação na Labatt Canadense, subsidiária da cervejaria belga.O grupo Schincariol apresentou aos órgãos de defesa da concorrência uma representação contra o negócio argumentando que ele aumentaria a concentração no mercado brasileiro já que a Ambev é a líder no setor. Isso ameaçaria a livre concorrência e prejudicaria os consumidores. A Schin acusa ainda a concorrente por práticas desleais nos pontos de venda do produto. A SDE ainda não se manifestou sobre esse pedido.Logo que foi anunciada, a operação AmBev/Interbrew ainda provocou outra polêmica: a queda de valor das ações preferenciais da AmBev, ocorrida em março, o que causou prejuízo aos acionistas minoritários. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) investiga as circunstâncias da variação forte nos preços das ações.

Agencia Estado,

29 de junho de 2004 | 18h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.