Felipe Rau/ Estadão
Felipe Rau/ Estadão

Secretário de Mobilidade e Transporte de SP diz que estoque de combustível está no limite

Rodízio municipal de veículos está suspenso até sexta-feira; CET não pode aplicar multa ao motorista que tiver pane seca

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

29 Maio 2018 | 09h44

SÃO PAULO - O secretário de Mobilidade e Transportes de SP, João Octaviano Machado Neto, afirmou nesta terça-feira, 29, que existe agora uma tentativa de "incrementar o estoque (de combustíveis) das garagens que operam os transportes públicos". Contudo, ele ressaltou que a cidade "está no limite".

Em entrevista à Rádio Eldorado, o secretário disse que no horário de pico a frota de ônibus circulou com 63% da capacidade. " Ao longo da manhã vamos aguardar a demanda, se ela vai aumentar ou diminuir, porque hoje há um número menor de passageiros se deslocando. Nós vamos fazer uma avaliação, sempre com o intuito de economizar combustível, para garantir o transporte para tarde e noite", explicou João Octaviano.

+++ Veja o que funciona e o que não funciona em SP nesta terça

O secretário afirmou que a operação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) está normal e que foi possível abastecer as viaturas. Ainda assim, elas estão operando nos pontos mais críticos da cidade para economizar combustível.

Segundo João Octaviano, os caminhões para abastecer a frota municipal estão sendo escoltados por equipes da Policia Militar (PM) e da Guarda Civil Metropolitana (GCM). O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro) disponibilizou mais 11 postos de combustíveis exclusivamente para atender a administração municipal, totalizando 14 postos. 

+++ Governo investiga infiltração de três movimentos políticos na paralisação dos caminhoneiros

O rodízio municipal de veículos está suspenso até sexta-feira. A CET reforça que os agentes de trânsito foram orientados a não aplicar multas aos motoristas que tiverem pane seca, fazendo apenas a remoção do veículo para um local seguro, que não prejudique o trânsito.

O Metrô e a CPTM funcionam com horário estendido. Abrem às 4 horas da manhã e fecham apenas à 1 hora da madrugada, com exceção da Linha 13-Jade da CPTM, que funciona em operação assistida, das 10h às 15h. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.