Secretário prevê US$ 115 bi em importações este ano

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Meziat, afirmou hoje que em 2007, pela primeira vez na história, as importações brasileiras deverão superar a marca dos US$ 100 bilhões.A expectativa é que somem US$ 115 bilhões. Ele afirmou que meta do governo para as exportações continua em US$ 155 bilhões. Com isso, informou, o superávit comercial este ano, projetado pelo governo deverá ficar em cerca US$ 40 bilhões. Esse resultado será inferior ao US$ 45 bilhões registrados em 2006. Meziat deixou claro que o governo não trabalha com meta de superávit comercial, mas apenas meta de exportação.Meziat disse que as importações baratas, por causa do real valorizado, estão permitindo o aumento dos investimentos pela indústria para aumentar sua capacidade instalada e produzir bens mais competitivos para atender as demandas interna e externa."As importações sob este prisma neutralizam eventuais pressões inflacionárias", afirmou. Ele destacou o aumento das importações de bens de capital, que de janeiro a setembro deste ano responderam por 20,9% das compras internacionais. Bens de consumo, enquanto isso, tiveram participação de 13,1%. "As importações estão crescendo voltadas para a indústria", comemorou Meziat, deve assumir ainda esta semana a secretaria de Desenvolvimento Industrial.O secretário disse que, "certamente", as vendas externas devem atingir cerca de US$ 180 bilhões em 2008, o que representa três vezes mais que o valor exportado em 2002, último ano do governo anterior. "Agora precisamos alçar vôos mais altos. As exportações precisam continuar crescendo. Temos que ter uma macro meta para aumentar a nossa participação no mercado mundial", defendeu.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

03 de outubro de 2007 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.