AP
AP

Sede do Google na França é alvo de operação por suposta evasão tributária

Autoridade francesa trava batalha com a gigante de tecnologia há quatro anos e exige o pagamento de impostos e multas de mais de 1 bilhão de euros

Dow Jones Newswires

24 de maio de 2016 | 11h57

Dezenas de investigadores tributários realizam nesta terça-feira uma operação na sede do Google na França, como parte de uma apuração em andamento sobre suposta evasão fiscal da gigante da internet, disseram promotores. A operação ocorre como parte de uma investigação de 2015, na qual autoridades francesas avaliam se a companhia teria deixado de pagar os impostos correspondentes.

Atualmente, a Google é parte da Alphabet. Os promotores dizem que agem a partir de uma queixa da autoridade fiscal francesa, que há quatro anos mantém uma batalha contra o Google e exige o pagamento de impostos e multas de mais de 1 bilhão de euros (US$ 1,12 bilhão), segundo fontes ligadas ao tema.

"Nós estamos cooperando com as autoridades para responder suas questões. Iremos cumprir totalmente com a legislação francesa", afirmou um porta-voz da empresa.

O caso na França investiga se o Google, que coleta a grande maioria de sua receita com clientes europeus em sua unidade irlandesa, faz mais negócios na França com clientes do próprio país que o declarado oficialmente. O braço francês do Google emprega centenas de vendedores e programadores, mas a receita vem de outras unidades da empresa para cobrir esses custos, segundo os registros financeiros da empresa.

Em Nova York, a ação da Alphabet subia 1,02%, às 10h50 (de Brasília), acompanhando o movimento positivo em Wall Street nesse horário.

Mais conteúdo sobre:
Google

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.