Segunda prévia do IGP-M de junho fica dentro das previsões

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-N) ficou em 1,18% em sua segunda prévia de junho, segundo informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Na segunda prévia de maio, o indicador tinha registrado alta de 1,02%. O resultado ficou dentro das previsões dos analistas ouvidos pela Agência Estado (entre 0,80% e 1,21%), porém pode ser considerado no teto, já que, dos 15 analistas consultados, apenas um previa resultado de 1,21%. Os demais previam números abaixo do resultado oficial divulgado há pouco (expectativas de 0,80% a 1,10%).O Índice de Preços por Atacado (IPA) teve alta de 1,48%, ante 1,28% apurado na segunda prévia de maio. No atacado, os produtos agrícolas subiram 1,77%, e os produtos industriais tiveram aumento de 1,37%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou elevação de 0,62% na segunda prévia de junho, ante 0,46% apurado na segunda prévia de maio. Por sua vez, o Índice Nacional do Custo da Construção (INCC) ficou em 0,56%, ante 0,70% apurado em igual período no mês passado. No ano, a inflação medida pelo indicador acumula alta de 6,57%. Nos últimos 12 meses, o IGP-M registra elevação de 9,40%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.