Segunda prévia do IPC mostra leve retração da inflação

A inflação do município de São Paulo, medida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da USP, foi de 2,13% na segunda quadrissemana de fevereiro. Esse porcentual foi inferior ao apurado na primeira prévia do mês, quando o Índice de Preços ao Consumidor foi de 2,23%. Esta foi a primeira queda do IPC no ano, depois de seis divulgações de prévias em que o índice era maior que o anterior. O IPC ficou dentro da margem prevista pelo analistas consultados pela Agência Estado, que calculavam uma variação entre 2,05% e 2,15%. O grupo Transportes continua liderando a alta do índice, com variação de 7,81% no período, maior do que os 7,70% da pesquisa divulgada semana passada. A variação do item Educação, apesar de continuar bastante alta, caiu dos 6,52% na primeira quadrissemana para 4,41% na segunda prévia. Alimentação também teve variação menor na comparação com a primeira prévia do mês, caindo de 1,52% para 1,47%. Vestuário, que vinha apresentando quedas sucessivas desde o início do ano por conta das liquidações de verão, subiu 0,14% na pesquisa divulgada esta manhã. Os demais grupos apurados pela Fipe tiveram variações menores do que as apuradas na semana passada. Veja as variações dos itens que compõem o IPC: Habitação: +0,63%; Alimentação: +1,47%; Transportes: +7,81%; Despesas Pessoais: +1,01%;Saúde: +0,96%; Vestuário: 0,14%; Educação: +4,41%; Índice Geral: +2,13%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.