Segundo CNI, não é necessário conceber nova metodologia

O estudo elaborado pela CNI diz que, para conceber uma estatística sobre investimentos em infraestrutura, não é necessário criar nova metodologia, e sim harmonizar e consolidar dados já existentes. A pesquisa utilizaria as demonstrações financeiras das empresas para captar o investimento feito pelo setor privado.

O Estado de S.Paulo

26 de dezembro de 2011 | 03h04

No setor público, seriam utilizados os dados do Sistema de Administração Financeira (Siafi), no caso dos gastos feitos diretamente pelos ministérios, e do Departamento de Coordenação das Empresas Estatais (Dest), no caso das estatais que independem de recursos do Tesouro Nacional.

Além disso, as agências reguladoras poderiam contribuir com dados sobre os investimentos feitos em concessões de estradas e projetos de geração de energia, por exemplo.

A CNI propõe também que sejam pesquisados investimentos feitos por Estados e municípios. Esse dado poderia ser fornecido pela própria administração estadual ou municipal ou pela Secretaria do Tesouro. / L.A.O.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.