Segundo FGV, inflação de serviços mostra estabilidade

A variação da inflação de serviços no acumulado de 12 meses se mantém perto da estabilidade, mas ainda é cedo para afirmar que o setor passará para uma tendência de desaceleração nos próximos meses. A opinião é do coordenador de análises econômicas do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), Salomão Quadros, durante entrevista coletiva para detalhar o resultado do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de agosto. Em agosto, a inflação acumulada em 12 meses do setor de serviços foi de 6,42%, ante 6,33% em julho e próxima aos 6,89% registrados em dezembro de 2011.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 15h01

Em agosto, houve desaceleração nos preços dos serviços administrados, de 0,34% em julho para 0,28% em agosto. Demais serviços - que inclui bares, restaurantes salão de beleza, entre outros - apresentou variação de 0,37% neste mês, ante 0,50% em julho. Os preços dos serviços de restaurantes passaram de alta de 0,61% em julho para uma taxa de 0,10% em agosto. Os de bares e lanchonetes desaceleraram de 1,28% em julho para 1,01% neste mês.

"Embora o quadro seja de estabilidade, o setor de serviços é sempre um ponto a se preocupar, ainda mais com a perspectiva de aceleração da economia no segundo semestre", alertou Quadros.

Tudo o que sabemos sobre:
INFLAÇÃOIGP-MFGVAGOSTOSERVIÇOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.